SEGUIDORES

26 de abril de 2011

Você Sabe o Que me Deixa Louca?

Dessa vez foi a minha querida amiga baiana Eninha, do Blog O QUE É ISSO? (clique para acessar) quem aceitou meu convite e pronto: mais um excelente Guest Post no Blog da Comentarista.

No Blog O QUE É ISSO? você vai encontrar, como a própria autora define, traduções de links bacanas da web. Resultado: artigos super interessantes e para todos os gostos.

E com um precioso acréscimo: a atenção que a Eninha proporciona a cada visitante e a interação bem legal que a gente tem com ela através dos comentários. Sabe uma pessoa alegre e bem-humorada? É ela! Eu me sinto "em casa" por lá. Faça uma visitinha e veja se eu não tenho razão...

Agora, com a palavra, minha amiga Eninha...

SEGUE A POSTAGEM:

Você Sabe o Que me Deixa Louca?

A Denize pegou-me no pulo  ao virar a esquina para  um Guest Post. Cá estou eu a tentar escrever (eu avisei que era por sua conta e risco...) e tenho uma torneira da área de serviço a pingar e levar embora minha pobre concentração. Gotejamento! É uma chatice!

Parei tudo e fui a loja para tentar arrumar uma forma de fechar esse pinga, pinga da minha  torneira, mas eles estavam fechados,  eu cheguei a exatos cinco minutos antes da hora de fechar.  Isso deixou-me  chateada. De  volta para casa, alguém me  fechou e quase bateu no meu carro. Fiquei furiosa! E lá vai meu dia a apodrecer aos bocadinhos.

Chego em casa e decido assistir um bocadinho de  TV para relaxar e mais tarde voltar ao Guest Post. Cadê o meu controle remoto?!  Minha Maria-diarista arrumou a minha casa tão bem arrumadinha e guardou meu controle em um lugar que só ela sabe. Afinal, não faz sentido um controle remoto  “à toa”  ao lado da TV dando um aspecto de casa  sem organização, palavras dela.

Ok. Ligo para ela  e, advinha? Caixa de mensagem... Que Grrrr! Por que ela faz isso sempre comigo? Será que ela não sabe que isso me deixa louca?


Começo a  pensar:  então, o que me deixa louca? É uma torneira a pingar? Dar de cara na porta de uma loja que deveria estar aberta em horário normal e não está? Uma “desobediente” diarista? Não, não é nenhuma dessas coisas.

Você vê, nenhuma pessoa ou acontecimento pode nos fazer infelizes. O que é responsável pela nossa infelicidade? É a nossa busca infantil e expectativas irracionais.

Quando eu era criança diante de uma sensação de desconforto, tudo que eu tinha a fazer era gritar e alguém vinha, mudava  minhas fraldas e me fazia  sentir bem novamente.

Se eu tinha fome gritava de novo, e em alguns momentos era  alimentada. Mas agora, (confesso que até hoje quaaase choro qdo tenho fome hahaha a criança ainda tá aí!) eu sou um adulta (coff!). Eu sou responsável por minha própria vida.

Eu não posso esperar que o mundo se comporte exatamente do jeito que eu gostaria que fosse. Eu não posso controlar os acontecimentos ou pessoas que eu encontro. Eu só posso controlar a mim mesma.

Vamos dizer que hipoteticamente  eu faça a minha cabeça  para ser infeliz cada vez que alguém não “porta-se” como eu quero (imagine!),  isso não seria uma bobagem?  Claro que sim! No entanto, é o que acontece com  a  maioria de nós!  Culpamos pessoas ou fatos, por nos fazerem infelizes.  E é por isso que a infelicidade é uma escolha que fazemos.

Dizemos a nós mesmos, a não ser assim e se assim não for - como eu  quero - eu não posso ser feliz. Então o que devemos fazer quando a vida deixa de atender as nossas exigências ou expectativas?  Reclamamos, ganhamos  ressentimento, raiva, e ficamos lá enfiados na miséria. Bem, isso não é muito inteligente, não é?

Quando  enfrenta-se  ressentimentos, é hora de parar de julgar os outros. É hora de reconhecer que  os seres humanos são imperfeitos e muitas vezes agem cruelmente por causa da dor que tem por dentro.

Claro, isso não uma forma de desculpar erros. Esse não  é o foco da questão. É outra história.  Ao invés de ser crítico, seja compreensivo. Em vez de estar com raiva, seja compassivo.

É irracional acreditar "Não posso ser feliz a menos que o mundo trate-me como gostaria de ser tratado”. Desculpe desapontá-lo, é melhor que você esteja preparado... Não-vai- tratar! A não ser que você seja um sortudo - isso é difícil,  mas não é impossível.

É irracional, pois você pode aceitar o que está fora de seu controle, quer  você goste ou não. E quer saber ? Na verdade,  eu acho um desafio emocionante encontrar “oportunidades ocultas” onde a princípio parece ser uma experiência só terrível .

Esteja disposto a ser feliz. A felicidade é fácil, é sério!  Deixar  ir a infelicidade é que é difícil. Estamos dispostos a desistir de tudo, mas  não da nossa  miséria. É quase possível ver estampado na testa de algumas pessoas: “Não vou, não quero  livrar-me  da  minha “miserinha”  jamais!”

Estou tão habituado a reclamar, a julgar, rotular e a colocar os outros para baixo para elevar-me... Mais hein...?!  Pois é, embora seja talvez inconsciente, muitos levam consigo a crença de sabotagem,  de que não merecem ser feliz.

O que eu acho que sei  é que erros acontecem, porque estamos a lidar com pessoas e as pessoas cometem erros. Repito: não estou aqui a defender a inconseqüência nem defender  o irremediável, a irresponsabilidade, o fatal, não é essa a idéia.  O que estou a dizer é que nós somos imperfeitos. Estou certa que eu também cometo  erros e irrito pessoas.

Como  também sei que borracha só apaga lápis e na terra não há “anjos  caídos do céu".  Eu sei, essa parada toda. Mas há que se compreender os desejos “mal atendidos” para vivermos de forma mais leve.

 Aprendi (às vezes esqueço hahahaha...,  mas só por 24 horas!) e isso fez  uma grande diferença junto as minhas irritações, que  se alguém nos ofende (na  grande maioria), não o faz por maldade, mas por ignorância.  Uhummm , é Ignorância.

Isto significa, que quem nos ofendeu ignora, ainda não aprendeu a lição do respeito.  Donde conclui-se  que isso não é problema seu ! Percebe?

Irritar-se? 
Ficar louco da vida?  Não aceitar  um arrependimento?  Cá para nós acho que não é por aí ... 

Aceitar um arrependimento traz mais alívio para si do que para quem foi perdoado. Por quê você  precisa ficar preso a esse incômodo e provavelmente com esse  sofrimento no peito?  “Ahhh  eu não tou a sofrer. Não  tou nem aí”!  Ahãn, sei.. Tá bom... Eu acredito. Somente os loucos vão acreditar nisso, eu não!

Eu sou uma curiosa por natureza, mas não vivo em ânsias a quer compreender, resolver, guardar, ser implacável, não aceitar  arrependimentos e suportar  tudo. Isso é o que me deixaria louca.

E depois, tentar  ser um “mártir ferido” deve ser  tão, mas  tãããão  cansativo... Você não torna-se  um herói pelo sofrimento, por ser miserável, (miserável no sentido de ser coitadinho).  Você se torna heróico  por permanecer  alegre mesmo quando você está na dor.

Escuta : ping!...plim!... tá a ouvir ?!  Dêêê ! Caraaaaaca, minha torneira continua a pingar, @#%#& . Hahahaha bem, quer saber? Vou ali fecho a porta deixo ela lá sozinha e ela que se dane!
-------------------

Saiba mais sobre a minha convidada:

SOBRE A AUTORA

Sou  Design Gráfico / Interiores com Habilitação em  Programação Visual na área da Construção Civil.  Autora do Blog O QUE É ISSO ?

Uma apaixonada  por criação. Estou quase instintivamente  24 horas a pensar em criar. Há em mim qualquer coisa única sobre a criação que faz-me sentir muito bem. Apesar de alguns momentos a estrada parecer acidentada e íngreme notavelmente criar, para mim, é diversão e lazer .

Gosto do bom humor, de  rir, do mar, surf, música, livros, revistas, design, lápis de cor e curiosidades, etc., etc, e  especialmente  de  não fazer nada . Gosto do descomplicado-simples-leve. Tenho um fraco por ligar os pontos. Hehe.


SOBRE O BLOG

Sem grandes pretensões a não ser a de “desopilar“, tirar o foco do trabalho, nasceu  o O QUE É ISSO?, que hoje  é a minha  grata e grande surpresa . Meu  blog de variedades, de traduções de link bacanas da net. Ah!  Meu nome, Eninha Campos.

Que mais posso dizer a não ser agradecer de coração a minha querida amiga, este presente em forma de postagem? Obrigada, Eninha! Valeu muito!

13 comentários:

  1. Que delícia ler este texto da Eninha,ela é demais.
    A gente vai lendo e entrando nas narrações dela.Muito bom.
    Parabéns Eninha,mis uma vez arrasou.Adorei.Beijos para as duas.

    ResponderExcluir
  2. Oi De, minha querida!
    Demorei um pouquinho...rsrs...mas JAMAIS poderia deixar de prestigiar um texto escrito pela minha menina baiana!
    Dei muita risada enquanto lia o texto porque fui vendo exatamente a Eninha pessoa nele! Ela sempre me diz (teimosa!!!!) que não é escritora...afff...rsrs... Para mim, escrever bem é isso: bater esse papo, "falar" de seus sentimentos sem parecer demagógico, mostrar-se... e ela faz isso super bem!
    Somos amigas há algum tempo! Eninha me ensinou muito (e ainda me ensina) com essa leveza e forma de encarar a vida. Esse ponto abordado por ela, o de não culparmos aos outros pelos imprevistos, erros ou pelas expectativas que nutrimos; foi pauta recorrente em muitas de nossas conversas. Não pensem que essa visão dela seja algo "Madre Tereza"...rsrs... É a visão de uma pessoa que cresce em cada aprendizado, que (por ser realmente interessada e curiosa sobre a vida) ao invés de olhar desesperadamente ao seu redor para compreender e desvendar às pessoas, investe suas energias para compreender a si mesma. E é isso que, de modo bem Eninha de ser, minha querida amiga Eníssima mostra nesse maravilhoso texto!
    Parabéns En!!! Arrasou mais uma vez e sabe o que penso sobre a sua escrita! Não vou nem me prolongar aqui para não criarmos debates...hahaahahaha
    Grande beijo de sua amiga, que te ama (você sabe!),
    Jackie

    De!!! Adorei poder reler a En! Claro que a visito em seu blog, mas é sempre bom poder vê-la nos blogs dos amigos! Muito bem escolhida (bem, sou suspeita...rsrs) essa participação! Parabéns, minha querida!

    Beijos para você, também!

    Jackie

    ResponderExcluir
  3. Oi Eloísa, a Eninha é demais mesmo, né? A narrativa dela tem um rítmo próprio e a gente não consegue parar de ler... Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Jackie, essa guria baiana é danada mesmo, né? E eu me aproximei dela em função dessa leveza que você citou.

    Uma qualidade que admiro nas pessoas é o senso de humor. E quem consegue ter uma visão bem-humorada da vida de uma forma geral suaviza a própria jornada e o ambiente ao redor.

    É o que percebo na nossa querida amiga, sem falar que o texto é uma delícia de ler devido a essa abordagem maravilhosa e até divertida, ainda que o tema seja sério.

    Sempre bom te ver por aqui.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá Dê !!
    Correia pouca é bobagem, hein ? Pois, vim agradecer seu convite ... Como é que eu podia negar? Com torneira a pingar ou sem torneira a pingar e sendo eu a pessoa que eu sou, cheia de mimimi para escrever e a adorar imaginar cenas , imaginei você sentada na minha sala - e ainda a responder e questionar! E mandei ver hahahaha. Ficamos horas lá de conversa mole hahaha...
    My dear, confesso que fiquei especialmente comovida com o seu convite tão generoso . Estou tão desligada dessas nossas conexões virtuais em comum e ainda assim ser lembrada e receber um convite seu deixou-me sinceramente muito comovida. Sério! Afinal são gestos assim que o Mastercad não pode comprar ...Hehe... eu acho !
    E mais não digo :)

    Muitíssimo obrigada, volto aqui para buscá-la para fazermos uma” festinha” lá com meus leitores , topas ? Claro que topa ! Fechado. Ok . Hahahaha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  6. Olhaaa a Elô !!
    Delicia é rever você querida... Como sempre tããããoo simpática .
    Agora jà aprendi o caminho para seu blog . Vai me ter por lá váááárias vezes hahahaha
    beijinhos
    Obrigada, viu !
    Eninha.

    ResponderExcluir
  7. ...Eu dou muita risada desse negócio seu "Afff " acho isso a sua cara ! Hahahahaha...
    Jak,Jak!
    Sinto em decepiciona-la mas esse talento não é meu é seu ! O meu é outro ( vamos começar tudo de novo hahahahaha) Isto para mim é um parto , preciso de do cenário, imagino vocês aqui ao meu lado e daí começo o blá, blá ,blá e ainda dou a vocês o direito a réplicas e tréplicas hahahaha... ai, ai ...

    Tá doida mulher! Eu a ensinar o quê pelo amordedeus ?? Madre Tereza ? Quem? Eu ? HAHAHAHAHAHA tadinha da Senhora não merece essa comparação. Eu ainda tenho uns “pecadinhos” para realizar nesse mundo hihihi...
    Eu tenho zilhões de defeitos (mesmo!!) acontece que eu sou uma metida e não acostumo com eles tou sempre corre atrás do “prejú”.

    Não sei nem se é uma qualidade, desconfio que sou mesmo é uma relaxada com a vida . Não levo nada a ferro e fogo - se levo é 24 horas depois disso as chatices cansam-me - acho que em tudo na vida as pessoas devem tentar ao máximo compreender os outros, eu sei que às vezes dá outras vezes não . Quando não dá, ok. Saio fora sem muitas lamentações e conversinha mole .
    Eu sei , nem tudo são flores, nem sempre a vida será um conto de fadas, mas falta de coragem de enfrentar os contra-tempos é ferrado ,né ? Acho fascinante tentar entender o ser humano e mesmo com algumas dificuldades. Sem stress e na boa !

    Te falar um negócio, exercitar o desprendimento nunca é demais . Acontece cara, que as pessoas tem uma visão errônea . Desprendimento não é desistir do que desejamos mas evitar o desejo obsessivo. É assim que a parada rola. Eu vejo e vou mais ou menos por aí...

    Jak querida obrigadíssimo tá ?
    beijinhos para você.

    ResponderExcluir
  8. Dê, com licença... só para mandar um beijo pra minha Eníssima :
    En, não adianta! Eu adoro a sua escrita e ponto final!!! hahahahaha... De resto, tá tudo certo!
    Beijos, menina baiana, amiga querida!
    Jackie

    ResponderExcluir
  9. assim a gente conhece bons textos.. delicia de ler.. bom bom muito bom

    ResponderExcluir
  10. Querida Denise, o texto da Eninha é maravilhoso.
    Simples, cotidiano, bem escrito e prende a atenção nos transportando para a situação como se estivéssemos com ela e acompanhando sua jornada.
    Eninha parabéns a Você, como disse a querida Jackie é uma tremenda escritora.
    Beijos para as duas!
    Flora!

    ResponderExcluir
  11. Muito legal seu blog muito interessante o conteudo. ja estou seguindo voce. abraços
    http://blogandodemadrugada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Quanta coisa espetacular!
    Só feras por aqui...Uauu
    Olhe, estou muito encantada. Teu espaço nos permite viajar por tantos outros, uma verdadeira extensão da boa leitura. Amei!!

    Aqui o retorno é constância.

    Um cheiro!

    ResponderExcluir
  13. Tudo muito interessante por aqui,
    Gostei muito mesmo.
    E te convido para conhecer meu espaço, caso queira dar uma olhada, seguir..;

    http://www.bolgdoano.blogspot.com/

    Muito Obrigada, desde já.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante e esse espaço é seu. Aqui você pode concordar, discordar, ensinar, enfim, passar a sua visão e experiência de vida. E sempre procuro responder a todos.

Só tem um detalhe: comentários agressivos e com palavrões não serão publicados, porque vão de encontro à proposta deste blog, que é contribuir ainda que modestamente, para a Paz e Harmonia.

Desde já agradeço a atenção.